Em plena pandemia
Prefeitura de Osasco encerra contrato com Organização Social, tirando o emprego de 150 profissionais da saúde.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
rogerio lins prefeito de osasco
Rogério Lins, prefeito de Osasco | Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (4), a prefeitura de Osasco rompeu contrato com a Organização Social que cuidava do atendimento em 6 Unidades Básicas de Saúde. Desse modo, 150 funcionários deixarão de prestar atendimento para a população a partir de quinta-feira.

Uma planilha mostrava que em apenas um dos postos atingidos pelas demissões foram feitos 1.806 atendimentos durante o mês de maio.

Osasco está entre as cidades do consórcio Cioeste, que requisitou ao governo do estado um relaxamento no isolamento social, alegando que iriam aumentar os investimentos na saúde. A demissão desses funcionários demonstra que a intenção não era essa.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas