Cultura
Prefeitura de Covas fecha mais uma biblioteca
É inaceitável que um biblioteca, ainda mais no Centro de São Paulo, fique fechada aos domingos, que é um dos poucos dias disponíveis que os pais têm para saírem com os filhos.
dsc08568
Cultura
Prefeitura de Covas fecha mais uma biblioteca
É inaceitável que um biblioteca, ainda mais no Centro de São Paulo, fique fechada aos domingos, que é um dos poucos dias disponíveis que os pais têm para saírem com os filhos.
Foto: Biblioteca Infantil Monteiro Lobato. Reprodução.
dsc08568
Foto: Biblioteca Infantil Monteiro Lobato. Reprodução.

A Biblioteca Infanto-juvenil Monteiro Lobato, localizada na rua Rua General Jardim, 485 – Vila Buarque, no Centro de São Paulo, comunicou aos seus usuários que, durante o mês de setembro, haverá alterações no horário de funcionamento do local, que passará a não mais abrir aos domingos. O estranho deste informe é que não há qualquer motivo que justifique o fechamento do local aos domingos, dia da semana no qual grande parte das pessoas não trabalham e têm tempo de sair com seus filhos.

Mas, essa é a política dos cortes na cultura feitos pelos golpistas, que aos poucos vão tirando os espaços culturais de lazer que a classe trabalhadora possui, marginalizando ainda mais essa grande parcela da população. Assim como o governo bolsonarista vem fazendo com o cinema, como foi o caso do corte do patrocínio que a Caixa Econômica Federal dava ao Cine Belas Artes, localizado na Consolação, também do Centro de São Paulo, faz também com as bibliotecas, teatros etc., sucateando a infraestrutura e cortando patrocínio até o local não aguentar mais e ter que fechar.

Bolsonaro sempre atacou a questão da cultura no Brasil, o que não é surpresa, já que para os golpistas qualquer coisa que incite a crítica política – afinal, arte é também política – e o pensar deve ser exterminado o mais rápido possível. Sobre os livros então… os Bolsonaristas têm pavor! Portanto, fica claro que a população deve se mobilizar para manter vivo os espaços de cultura, lazer e arte, afinal, nenhuma dessas três categorias é reservada somente à burguesia.

Muito pelo contrário, são coisas feitas pelos trabalhadores, do começo ao fim, logo, a população deve se apropriar desses espaços e aproveitá-los, mesmo que para isso precisem lutar politicamente contra os ataques tanto da prefeitura, quanto do governo bolsonarista em geral.