PSDB
O prefeito tucano aproveita a falta de mobilização da categoria, durante a campanha salarial para tripudiar ainda mais em cima dos servidores.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
PAULO-SERRA-020419-5
Prefeito de Santo André, Paulo Serra. Foto: Reprodução |

O mentiroso prefeito tucano Paulo Serra deu mais alguns golpes na categoria dos servidores públicos andreenses, depois de não receber a categoria, representada pelo sindicato em inúmeras oportunidades, agora mais uma vez desrespeita o que foi deliberado pelos servidores. No último dia 13 de agosto, em assembleia da categoria, os servidores aceitaram proposta de acordo coletivo, depois de mais de quatro meses de repúdio ao mesmo e em razão das dificuldades de mobilização da categoria.

Os servidores públicos municipais de Santo André aceitaram receber a reposição integral da inflação da data-base da categoria, 1º de maio, que fechou em 5,10%, parcelada em duas vezes: 2,55% a partir de 1º de maio de 2019 sobre os vencimentos vigentes em 30 de abril; e 2,55% a partir 1º de fevereiro de 2020 sobre os vencimentos em 31 de janeiro de 2020.

Esse índice também reajustará o auxílio babá, a cesta básica e o seguro de vida com o índice de 2,55%, proposto de forma parcelada.

Após aceita a proposta pelos servidores, o prefeito volta atrás em várias outras promessas. Inicialmente propagandeou que o miserável reajuste seria pago em 2 parcelas de 2,55% cada, ainda em 2019, no entanto, ao final da campanha salarial, no mês de julho anunciou que pagará apenas uma parcela no ano corrente e a segunda apenas em fevereiro de 2020, quando já estará em marcha a próxima campanha salarial.

Outra questão importante para todos os servidores que seria a questão da curva salarial proposta pelo próprio prefeito, para equiparar o salário do funcionalismo andreense com o nível salarial do funcionalismo público do grande ABC, já que os salários andreenses estão entre os mais baixos, apesar de ser um dos mais altos PIB (Produto Interno Bruto) da região, agora também nega, alegando que o dinheiro em caixa acabou deliberando sobre a situação econômica dos servidores.  Como diz o famoso ditado popular, que miséria pouca é bobagem, o inimigo dos servidores Paulo Serra também negou a proposta de abono salarial, de 25% do salário base para dezembro de 2019. E para terminar de revoltar os servidores, mostrando todo seu descaso com os servidores, não sancionou o acordo aceito pelos servidores, que continuarão neste mês sem o reajuste.

O prefeito psedebista aproveita a falta de mobilização da categoria, durante a campanha salarial para tripudiar ainda mais em cima dos servidores. É necessário colocar imediatamente na rua uma campanha de repúdio dos servidores ao Prefeito tucano e levantar a palavra de ordem de Fora Paulo Serra inimigo dos servidores e do povo andreense.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas