Prefeito de São Paulo impede médicos de solicitarem vários exames

brasil-sp-doria-bruno-covas-prefeitura-20171101-002-copy

A gestão do prefeito substituto de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), publicou um protocolo novo que restringe os tipos de exames que profissionais clínicos gerais das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e da Estratégia Saúde da Família (ESF) podem solicitar. O protocolo define, ainda, regras para solicitar 45 tipos de exame de mamografia, ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

A decisão implicará principalmente no tempo de espera dos pacientes para uma consulta médica, já que a fila aumentará ainda mais. Se antes a situação já era precária, agora os pacientes vão esperar ainda mais: o prazo padrão para consultas e exames é de 60 dias, mas em 80% dos casos esse prazo é extrapolado.