Covid-19 Manaus
Manaus tem colapso no sistema de saúde e logo faltará covas para enterrar vitimas do Covid-19 afirma prefeito recém eleito
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
valamanaus
Covas coletivas em Manaus, Amazonas | Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (5) o novo prefeito de Manaus no Amazonas, David Almeida (Avante), afirmou que a capital do Amazonas vive um novo colapso no sistema de saúde provocado pela pandemia do novo coronavírus. Segundo o prefeito, a cidade ainda pode voltar a viver o drama de ausência de covas para seus mortos, que ocorreu entre março e abril de 2020.

“Manaus foi a primeira cidade do Brasil a entrar em colapso na saúde e foi também a primeira a sair. E voltamos novamente, nesta segunda onda, a entrar nesse colapso de atendimento de casos de covid-19”, disse Almeida em entrevista à CNN Brasil. “Nós ainda temos alguma reserva [de covas], possivelmente temos dois ou três meses de vagas de sepultamento”.

O estado do Amazonas entrou na “fase roxa”, a mais restrita, na segunda-feira (4). Por conta disso, a Justiça determinou a vigência de um isolamento social severo (lockdown).

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas