Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Expira hoje o prazo para que Lula apresente seu recurso diante do julgamento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Este tribunal manteve a condenação de Lula com base no julgamento-farsa de Sérgio Moro, e, não só, ampliou a pena para 12 anos de prisão para o ex-presidente.

É fato que a defesa jurídica de Lula é bem competente e que devem levantar todas as questões que, se bem vistas, anulariam o processo, especialmente a falta de prova para uma condenação.

Mas o que de fato pode impedir a prisão de Lula são as manifestações do povo, em especial, ocupar São Bernardo, terra do ex-presidente, para impedir sua prisão e protestar contra o estado de exceção que se tornou Brasil depois do golpe.

Juridicamente falando os golpistas e os tribunais não estão ligando a mínima para a existência de leis que protegem Lula e outros perseguidos políticos, e a chance do entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) se aplicar no caso Lula é enorme, ou seja, a chance dele ser preso ainda na segunda instância.

Até aqui ficou provado que os golpistas só dão passos atrás se sentirem a pressão do povo. Na primeira tentativa de prender Lula, foram as manifestações do lado de fora do aeroporto de Congonhas que impediram que Lula fosse preso. Agora não é diferente.

É preciso tomar São Bernardo de ponta a ponta, ocupar as fábricas, montar um comitê de defesa de Lula em cada rua, escola e empresa, e organizar um esquema de segurança especial para o ex-presidente. Essa é a única medida efetiva para impedir que Lula seja preso pelos golpistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas