Siga o DCO nas redes sociais

Paraná
PR: casos de COVID-19 aumentam 600% em uma semana, e vem muito mais…
No Paraná, o número de casos confirmados de doentes por coronavírus saltou de 14 para 97 no intervalo de uma semana. Já são 3.588 casos suspeitos de COVID-19 em todo o território.
bolsonaro_ratinho
Paraná
PR: casos de COVID-19 aumentam 600% em uma semana, e vem muito mais…
No Paraná, o número de casos confirmados de doentes por coronavírus saltou de 14 para 97 no intervalo de uma semana. Já são 3.588 casos suspeitos de COVID-19 em todo o território.
Governador bolsonarista Ratinho Júnior (PSD), Foto: Reprodução.
bolsonaro_ratinho
Governador bolsonarista Ratinho Júnior (PSD), Foto: Reprodução.

No Parána governado pelo bolsonarista Ratinho Júnior (PSD), o número de casos confirmados de doentes por coronavírus saltou de 14 (18/03) para 97 (25/03). No intervalo de uma semana, verificou-se o aumento de 600%. O número de suspeitos, que há pouco somavam somente 67 pessoas, passou para 3.588 em todo o território paranaense, conforme boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesa). Ao menos 16 cidades já registraram confirmações de infecção pelo Covid-19.

O crescimento exponencial dos casos dentro de um curto período aponta para a expansão do vírus. O governo Jair Bolsonaro tem tratado o problema com desdém, minimizando-o, sem apresentar qualquer medida real para expandir e preparar o sistema de saúde – aumento do número de leitos hospitalares, contratação de profissionais da saúde, disponibilização de testes – e amparar os trabalhadores para que estes não tenham que se expor ao contágio nos locais de trabalho e não tenham sua subsistência ameaçada.

A realidade tem sido escondida da população. O número de infecções não pára de crescer, enquanto nada é feito para enfrentar a epidemia. Os números divulgados pela Sesa apontam que a situação da população trabalhadora vai piorar, inclusive no sentido de aprofundamento da pobreza e da miséria. Em um pronunciamento feito na quarta-feira (25), Bolsonaro esquivou-se da responsabilidade e disse que é atribuição das famílias cuidar dos idosos, sem anunciar qualquer medida por parte do poder público.

É preciso mobilizar a população sob a base de propostas concretas para o enfrentamento da epidemia e pelo Fora Bolsonaro. Nem Bolsonaro e nem os partidos do bloco político do Centrão (MDB, PSDB, DEM, PRB, PP…) podem oferecer uma saída que contemple os interesses dos trabalhadores.