Siga o DCO nas redes sociais

Povo de Vargem Grande espera vários meses para atendimento médico
IMG-20140818-WA0006
Povo de Vargem Grande espera vários meses para atendimento médico
IMG-20140818-WA0006

Bairro da periferia, de aproximadamente 40 mil habitantes, localizado no extremo sul da capital de São Paulo, Vargem Grande é abandonado à sua própria sorte quando se trata da saúde de sua população.

Os moradores são obrigados a esperar até um ano para conseguirem um consulta e correm um grande risco de, no dia marcado, não ter o médico, várias pessoas acabam tentando a sorte em outros bairros, como Parelheiros ou Grajaú, bairros distantes de trinta minutos a 60 minutos. “A situação aqui é desesperadora”, disseram os moradores de Vargem Grande.

“Quando ocorre uma situação de emergência aqui é um desespero tamanho nem dá para imaginar. Não tem como pedir socorro através de ambulância do serviço de Atendimento Móvel de urgência SAMU, porque nunca chega. Estamos isolados neste bairro, não existe torre de retransmissão de comunicação, as operadoras telefônicas não chegam até aqui”.

Segundo levantamento realizado, com base no número de moradores, de acordo com informações de agentes de saúde, é necessário para o atendimento da população do bairro, outro posto de saúde, principalmente de pronto atendimento, o que Vargem Grande não tem.

A deficiência é tamanha que no único posto de saúde existente, tinha sete equipes com oito funcionários. Era para ter uma equipe de oito médicos, no entanto sequer permanece um médico de plantão.

Em 2009, com uma população de 23 mil, eram sete equipes, o bairro cresceu muito e, o governo simplesmente retirou uma equipe de atendimento.

Os governos, golpistas de São Paulo, governador João Dória, Prefeito Bruno Covas, ambos do PSDB e o presidente da república ilegítimo Jair Bolsonaro estão deixando a população da periferia – caso de Vargem Grande, por exemplo – sem as mínimas condições de sobrevivência.

A situação de Vargem Grande é parte do ataque orquestrado por todos esses golpistas que, para beneficiar o grande capital, em detrimento das mínimas condições de vida do conjunto da população tiveram que tirar a Dilma Rousseff da Presidência da República através do impeachment e prender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sem provas para colocar Bolsonaro no poder.

É necessário ao conjunto da população, para poder mudar a situação do caos imposto pelos golpistas, a mobilização, juntamente com o conjunto dos trabalhadores, pelos comitês de luta contra o golpe.