Imperdível
Confira uma série de entrevistas com aqueles que estão acompanhando o curso da universidade marxista.
2021-01-25 imagem do dia rui universidade marxista
Rui Costa Pimenta ministrando aula da Universidade Marxista | Foto: Diária Causa Operária
2021-01-25 imagem do dia rui universidade marxista
Rui Costa Pimenta ministrando aula da Universidade Marxista | Foto: Diária Causa Operária

No último domingo (21) ocorreu mais um grupo de estudos para debater e tirar as dúvidas dos participantes da Universidade Marxista, cujo tema “O que foi o Stalinismo”, curso esse que faz parte da 46ª Universidade de Férias do Partido da Causa Operária (PCO) e da Aliança da Juventude Revolucionária (AJR). Baseado nas aulas 11 e 12 ministradas pelo Companheiro Rui Costa Pimenta, dirigente nacional do Partido da Causa Operária.

O debate se deu em torno do tema dessas duas aulas, cujo tema foi “O grande organizador de derrotas”. Os grupos se reuniram de norte a sul do país, bem como no exterior.

Devido ao grande número de participantes do curso, que conta com mais de 1.200 inscritos, o grupo de estudo está dando possibilidade de interação mais direta com a organização do curso, que também permite uma ideia mais clara para o PCO e a AJR de como os participantes estão assimilando as exposições do curso. Também é o momento que as pessoas que estão participando podem, além de tirar dúvidas, debater com outras com militantes do PCO, pessoas mais experientes e que tem um bom conhecimento do marxismo, algo raro de encontrar seja no País ou no mundo. Um exemplo claro dessa interação foi o que disse um dos participantes que disse o seguinte: além da facilidade com que o Rui consegue ministrar didaticamente o curso, a coordenação tem uma preocupação de estudar e compreender a fundo os temas.

Neste artigo foram pegos alguns depoimentos de participantes nas discussões do último domingo, sendo esta a quarta reunião, desde a primeira aula.

Arthur Souza de Palhoça/SC

O companheiro Arthur que participou do grupo de estudos no sul do país enfatizou que o debate nos grupos de estudo reforçam temas que foram debatidos no curso, mas que no curso acabam passando despercebidos. Veja o depoimento do companheiro da Aliança da Juventude Revolucionária (AJR) assim como de demais participantes:

“As duas últimas aulas foram extremamente esclarecedoras. É perceptível esta questão nos próprios grupos de estudos onde o debate acerca das revoluções boicotadas pelo stalinismo foram muito mais aprofundadas. Gostei bastante da explicação do companheiro Rui sobre como se desenvolveu o partido comunista brasileiro também, deixando mais claro a que servia a ação da burocracia soviética.”

“Gostei bastante da explicação do companheiro Rui sobre como se desenvolveu o partido comunista brasileiro”

Além desse ponto, vi nos debates feitos neste domingo um grande interesse a respeito de como era a mobilização política na década de 20. Foi bem interessante ver que a classe operária se mobilizou nos principais países do mundo, e se mostrou uma força gigantesca para por abaixo o capitalismo. É importante perceber isso, pois aí percebemos o quão nefasto foi a política stalinista, seja dentro da União Soviética, seja na terceira internacional comunista.

Estou ansioso para ver a análise do companheiro Rui a respeito do desenvolvimento de toda esta situação, creio que há muitas coisas ainda há serem debatidas, e a universidade marxista até agora vem se provando uma incrível experiência.

Katelijn van Bentum – simpatizante holandesa do PCO

Resolvi participar do curso principalmente pela curiosidade, mas posso dizer que me fez mudar minha visão do mundo. Tem sido um desafio intelectual único, sendo os Grupos de Discussão um complemento interativo valioso. Tenho me impressionado com a inteligência, o senso crítico e a heterogeneidade dos participantes, tanto no grupo local quanto no grupo internacional, do qual também participei.

Victor Assis de Recife/PE

O primeiro grupo de discussão teve como principal discussão o conceito de burocracia e a sua relação com a sociedade de escassez. No outro grupo do qual participei, discutimos principalmente a política do Partido Bolchevique e o seu funcionamento, bem como a importância de Lênin na revolução.

O grupo do qual participei era o do Norte-Nordeste. Participaram companheiros de Pernambuco, do Ceará, do Maranhão, do Acre, da Bahia e do Amapá. Os grupos são muito importantes porque permitem aprofundar a discussão sobre o conteúdo do curso. Isso, inclusive, apenas reforça que o curso do PCO sobre o que foi o stalinista tem um impacto mundial. O curso terá 48 horas ao todo — o que é muita coisa —, está sendo assistido por mais de mil pessoas e conta com um acervo raro de verbetes da enciclopédia marxista e de textos da biblioteca socialista. Se considerarmos as horas dos grupos de estudo, o curso terá, na verdade, 64 horas! É um patrimônio da luta do movimento operário contra o revisionismo e o oportunismo da esquerda pequeno-burguesa em todo o mundo.

Francisco Muniz de São Paulo/SP

os grupos de estudo têm sido uma experiência muito interessante, não só para esclarecer as dúvidas que às vezes permanecem após as aulas, mas também para poder ver a resposta do público em geral ao curso, que é sempre muito positiva. As discussões sobre os temas são sempre muito ricas e esclarecedoras e mesmo assuntos que não estão diretamente relacionados ao curso acabam brotando, diversificando o debate. Recomendo a participação para todos que queiram discutir e se aprofundar sobre todos os temas tratados neste que já é o maior curso de formação política da esquerda nacional.

Ainda restam quatro aulas e o curso ficará na plataforma da Universidade Marxista do PCO, portanto os companheiros que quiserem se inscrever, ainda há tempo. Você pode se inscrever na internet, mas também, com os militantes do partido, tanto nacionalmente quanto no exterior.

Relacionadas
Send this to a friend