Menu da Rede

Porto Alegre: não podemos deixar a direita ocupar as ruas no dia 24

Tempo de Leitura: 2 Minutos

Publicidade

Dia 24 de janeiro é o dia da farsa do julgamento do ex presidente Lula pelo TRF4 em Porto Alegre, julgamento este que se iniciou com as fraudes do Juiz golpista Sérgio Moro.

Por outro lado a direita além de forjar um julgamento onde já está provado que o Triplex não é do ex presidente Lula, pois uma juíza de Brasília acaba de penhorar o tal imóvel para pagar dívidas da OAS a verdadeira dona do imóvel.
Há outro circo onde o presidente do TRF4 diz que os juízes estão ameaçados, “quem semeia vento colhe tempestade” e olha que a grande maioria da população não tem conhecimento real dos fatos, pois a imprensa golpista não fala uma vírgula sobre o assunto.

A esquerda de um modo geral tem se intensificado em mobilizações seja para ira a Porto Alegre seja para a construção de comitês de luta contra o golpe e pelo direito Lula ser candidato em 2018. Já foram criados mais de mil comitês.

Em Porto Alegre haverá um grande ato nas proximidades do TRF4 e em São Paulo na AV. Paulista, concomitantemente em todas as capitais e nas principais cidades do país, os trabalhadores cansados do golpe partem para o confronto, pois as suas perdas salariais são imensas.

O MBL falou que vai fazer um ato no mesmo dia 24, por sua própria conta e risco. Os trabalhadores e a população estão bastante radicalizados e não vão aceitar nenhum tipo de provocação, portanto é melhor pensar duas vezes antes de fazer encenação de protesto.

Os trabalhadores, os sindicatos ligados a CUT, o MST, não estão dispostos a ceder a política de carnificina que o governo golpista vem tramando contra os trabalhadores, qualquer vacilo pode haver algo imprevisível pois estes trabalhadores jamais serão escravos e darão a resposta dias 23 e 24 seja em Porto Alegre seja na Avenida Paulista ou em qualquer uma das grandes cidades onde estes estão mobilizados.

O trabalhador não aceita a prisão ou a condenação do ex presidente Lula e nem as reformas do presidente  golpista que servem exclusivamente ao grande capital e destrói todas as conquistas históricas dos trabalhadores.

Pela revogação de todos os ataques aos direitos dos trabalhadores, pela não aprovação da reforma da previdência e que o ex presidente Lula possa sair candidato em 2018.

Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

Trótski: vida e obra | Curso completo (35ª Universidade de Férias do PCO)

676 Visualizações 12 horas Atrás

Watch Now

Send this to a friend