Ofensiva fascista
A direita avança sobre as organizações operárias
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
assembleia_21_09_sintect_1600_zyon
Assembleia dos trabalhadores. | Arquivo Sintect-SP.

Em plena organiação da greve nacional dos Correios, alguns sindicatos da categoria foram alvos de ataques hackers em seus sítios na internet.

Segundo o diretor de Comunicação do Sintect-SP (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de São Paulo), Douglas Melo, nos preparativos da greve nacional o portal da entidade, que representa cerca de 20 mil trabalhadores na sua base, sofreu um ataque coordenado que sobrecarregou o servidor e resultou na queda do portal.

Ainda segundo o sindicalista, os técnicos conseguiram restabelecer o portal, mas horas depois foi alvo de um novo ataque muito parecido. Melo afirmou ainda que outros sindicatos tiveram problemas parecidos durante as assembleias, como foi o caso do Sintect-MA.

Essa ofensiva não está isolada e vem na esteira de outros ataques contra portais de esquerda como foi o caso deste Diário, que sofreu dois ataque em cerca de um mês, além do Ponte Jornalismo e a Nova Democracia, apenas para citar alguns casos.

Não dá para descolar o ataque à própria greve dos Correios, que se coloca contra a política entreguista de privatização colocada em prática pelo governo fascista de Bolsonaro.

Todo o ataque contra a imprensa operária deve ser repudiado. Chamaos todas as organizações sindicais, populares e de esquerda à unidade contra o fascismo e pelo fora Bolsonaro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas