Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
USS
|

Da redação – Em meio à crescente tensão na região do mar do Sul da China, somado à guerra econômica dos EUA contra os chineses, o porta-aviões USS Ronald Reagan, atracou na terça-feira (26) em Manila, capital das Filipinas. Depois de navegar por águas que são objeto de disputa entre a China e vários países da região, o mais avançado porta-aviões dos Estados Unidos chegou para aumentar as ameaças do imperialismo.

Segundo afirmou o comandante do grupo de ataque do USS Ronald Reagan, Marc Dalton, a presença do navio de guerra se destina a assegurar os aliados de Washington e por conta disso terão uma presença duradoura na região.

“Os países que estão preocupados com o compromisso dos Estados Unidos podem considerar a presença rotineira do grupo de ataque do USS Ronald Reagan como um consolo”, afirmou Dalton aos jornalistas a bordo.

Essas ameaças dos EUA a diversos países (Irã, Venezuela, China, etc) demonstram como se dá a política imperialista: através de demonstrações de força, de armamentos, ameaçam os países que não se ajoelhem à sua “democracia”.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas