Menu da Rede

Organizações artificiais querem tomar a frente do movimento

Queridinho de todos

Por que Boulos é uma unanimidade nacional

Esquerda e direita, todos querem elogiar Guilherme Boulos

Boulos e o PSOL são a esquerda escolhida pelo regime golpista – Arquivo

Redação do DCO

Henrique Áreas

As eleições em São Paulo foram um laboratório do que a burguesia está preparando para as eleições presidenciais. Trata-se da manobra da frente ampla, que consiste em encontrar um candidato da direita golpista que possa se apresentar como uma alternativa ao bolsonarismo, numa frente sem a participação do PT, mais particularmente de Lula. Isso significa, explicando de outro modo, que pretende-se deixar a esquerda a reboque da direita.

Esse é o caráter do segundo turno das eleições em São Paulo. A burguesia apresenta dois candidatos da frente ampla. Bruno Covas, do PSDB, representante da direita golpista. O outro é Guilherme Boulos, do PSOL, um dos principais defensores da frente ampla no meio da esquerda.

Boulos e o PSOL, assim como outros esquerdistas da frente ampla, cumprem o importante papel para a direita. É por meio dessa esquerda que a burguesia pretende ser bem sucedida em sua manobra. É por isso que o tratamento dispensado a Guilherme Boulos pela direita é tão destoante do que costuma fazer a imprensa golpista.

Em geral, a esquerda é alvo de calúnias, mentiras e todo o tipo de ataques por parte da imprensa golpista. Qualquer um que acompanhou a campanha golpista contra o PT e depois contra Lula, campanha que perdura até hoje, sabe que a imprensa burguesa é programa a atacar a esquerda.

Com Boulos tem sido totalmente diferente. Desde o início da campanha eleitoral, Boulos é retratato por toda a imprensa golpista como grande fenômeno. Virou um queridinho da direita. Sua candidatura foi impulsionada pela imprensa golpista.

A chegada do segundo turno, que coloca o psolista frente a frente com o candidato oficial da burguesia, poderia ter representado uma mudança de tratamento. No entanto, a bajulação continua a mesma, ou melhor dizendo, a bajulação aumentou. Se antes os elogios estavam concentrados principalmente na imprensa golpista, agora Boulos é elogiado inclusive por figuras da direita.

Assim que o resultado do primeiro turno foi revelado, Sergio Moro publicou um tuíte afirmando que “o PSOL tornou-se o partido de esquerda mais relevante“, revelando a posição oficial da burguesia sobre o resultado da eleição para a esquerda.

O blogueiro e empresário Felipe Neto foi outro que rasgou elogios a Boulos e declarou apoio no segundo turno.

Outra figura da extrema-direita, uma das principais personagens do golpe de Estado, esbanjou simpatia para com Boulos. Janaína Paschoal convidou o psolista para o uma “live” na internet depois de trocar afagos com o candidato do PSOL.

Até mesmo o grotesco personagem fascista, Paulo Kogos, declarou voto em Boulos contra Covas. Kogos é figura que apareceu nas ruas em atos bolsonaristas e se autodenomina “liberal conservador”.

O ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), em entrevista à Folha de S. Paulo afirmou que a tendência é que seu partido apoie Covas, mas não perdeu tempo em elogiar Boulos como um “novo líder”. Melhor ainda é que a Folha e outros órgãos da imprensa golpista fizeram questão de ressaltar o elogio de Kassab.

Em suma, Boulos é uma espécie de unanimidade nacional. Todos amam Boulos, até seus adversários. Com certeza, um fenômeno político. E por que isso acontece?

A “unanimidade” de Boulos é produto da propaganda de direita para formar um liderança política da esquerda de maneira artificial. Criar um líder da esquerda que não tenha o apoio popular do PT menos ainda a inserção que tem Lula na classe operária. Uma esquerda de classe média que é palatável e controlável.

É isso o que quer a burguesia ao tornar Boulos a grande unanimidade. É parte essencial da manobra pela frente ampla em 2022, que passa por colocar a esquerda a reboque de uma operação para eleger um representante da direita golpista, isolando Lula e o PT.

Leia também:

https://www.causaoperaria.org.br/psol-o-partido-de-oposicao-consentida-do-regime/

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.