Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
WhatsApp Image 2019-04-24 at 22.18.03
|

Na última quarta-feira (24) a União Estudantil de Embu das Artes realizou o 1º Grande Ato Contra o Aumento da Tarifa no transporte público no município de Embu das Artes SP, que na segunda-feira (22) passou de R$ 3,80 para R$ 4,00. Junto a manifestação estiveram legisladores ex-prefeitos e lideranças da região que se posicionaram contra esse aumento. Dezenas de pessoas estiveram presente.

A concentração aconteceu na praça do centro do Embu, onde com músicas e microfone aberto os jovens e vereadores que apoiam o movimento puderam falar e contestar o prefeito Ney Santos, do porque deste aumento na passagem sobre um serviço que não funciona e é precarizado, transmitindo assim, as reivindicações da população.

O maior público no ato era de jovens estudantes que além de trazerem a palavra de ordem não ‘ao aumento’ lutam pelo passe-livre, luta que já se tornou principal bandeira do movimento estudantil de Embu das Artes, quando conseguiram em manifestações em outubro do ano passado, ao pressionarem o secretário da pasta de mobilidade Gustavo do Rancho, a integração dos ônibus, em muitos bairros, para se chegar ao centro de Embu, eram necessários ao menos 2 embarques, no valor de R$ 16,00 para ir e voltar nos valores atuais.

As palavras de ordem que tiveram destaque foram o ‘Não ao Aumento’ ‘Passe-Livre já’ e ‘Fora Ney Santos’.

Todo o percurso ocorreu de forma pacífica, o que causou estranheza foi o número desproporcional de GCMs (Guarda Civil Municipal), ROMU (Ronda Ostensiva Municipal) e Polícia Militar, houve momentos em que quase 10 viaturas cercavam os manifestantes, esteve presente para garantir o livre direito de manifestação o DivTran que controlaram e desviaram o trânsito.

O protesto contou com a presença dos vereadores Edvânio Mendes e Rosângela Santos (ambos PT), bem como de outras lideranças partidárias locais, como o Professor Toninho (PSOL) e Nivaldo Orlandi (PCO).

Ao final, em frente à TransArtes, o protesto entrou em regime de votação e decidiu por realizar o segundo grande ato na próxima quinta-feira (02/05) com concentração a partir das 16h30 na rotatória do Parque Pirajussara.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas