Fora imperialismo da Venezuela
Secretário do governo dos Estados Unidos vistará Roraima, Colômbia e Guiana para organizar a derrubada do governo chavista de Nicolás Maduro na Venezuela
U.S. Secretary of State Mike Pompeo attends a meeting with Brazil's President Jair Bolsonaro in Brasilia, Brazil January 2, 2019, Marcos Correa/Presidency/Handout via REUTERS ATTENTION EDITORS - THIS IMAGE HAS BEEN SUPPLIED BY A THIRD PARTY.
Jair Bolsonaro, presidente ilegítmo do Brasil, e Mike Pompeo, secretário dos Estados Unidos. | Reprodução
U.S. Secretary of State Mike Pompeo attends a meeting with Brazil's President Jair Bolsonaro in Brasilia, Brazil January 2, 2019, Marcos Correa/Presidency/Handout via REUTERS ATTENTION EDITORS - THIS IMAGE HAS BEEN SUPPLIED BY A THIRD PARTY.
Jair Bolsonaro, presidente ilegítmo do Brasil, e Mike Pompeo, secretário dos Estados Unidos. | Reprodução

Nesta próxima quinta-feira, dia 17, Mike Pompeo, Secretário do governo dos Estados Unidos, virá ao Brasil para se reunir com “refugiados” venezuelanos na cidade Boa Vista, capital do estado de Roraima. Também visitará Suriname, Guiana e Colômbia.

O estado de Roraima assim como a Colômbia e Guiana fazem fronteira com a Venezuela sendo fundamentais para desestabilização do governo de Nicolás Maduro. O governo dos Estados Unidos pretende gerar grande instabilidade na região e, com derrubada do governo chavista, se apoderar das riquezas do povo venezuelano.

O presidente ilegítimo Jair Bolsonaro é um lambe-botas do imperialismo, um verdadeiro capacho do também fascista Donald Trump. É preciso que os setores populares, tanto no Brasil quanto nos diversos países da América Latina, organizem a luta contra os governos golpistas dentro de cada país e se unir para expulsar o imperialismo estadunidense do continente.

Relacionadas
Send this to a friend