Cercamento contra a Venezuela
Vinda de Pompeo ao Brasil mostra postura agressiva do imperialismo contra a Venezuela.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
2020-03-05t151719z-1327464674-rc2rdf9fn72g-rtrmadp-3-usa-afghanistan-pompeo
Militares e EUA. O tema? Venezuela. | Reuters/Yuri Gripas

Nesta terça-feira (15) veio a notícia por meio de um porta-voz da diplomacia americana, que o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, irá visitar, ainda nesta semana, em viagem oficial, o estado de Roraima.

A comitiva dos EUA tem previsão de desembarcar no continente latino-americano nesta quinta-feira (17), passando também por outros países, como Suriname, Guiana e Colômbia. De acordo com Morgan Ortagus, porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, a visita ao Brasil tem como intenção destacar “a importância do apoio dos EUA e do Brasil ao povo venezuelano”.

Pompeo irá se encontrar com imigrantes venezuelanos no país e “denunciar” o “desastre causado” por Nicolás Maduro.

Em paralelo a visita à região amazônica, “especialistas” da ONU acusaram Maduro de crimes contra a humanidade, nesta quarta-feira (16). A entidade imperialista coloca a necessidade de acabar com o governo popular no país, devido as “práticas não episódicas” de tortura, etc. dados que jamais foram concretamente provados.

Toda esta situação gira em torno do esforço do imperialismo em destruir o governo venezuelano. O exército já se porta na região amazônica junto a Pompeo, a pressão sobre o país apenas aumenta.

A política seguida pelo imperialismo é clara: derrubar da maneira que for possível o governo de Nícolas Maduro. Para isso, forjaram um autoproclamado presidente, sublevações e invasões organizadas pelo imperialismo foram realizadas, além das diversas ameaças de invasão.

O Brasil é peça chave neste processo. Assim como a Colômbia, o governo brasileiro é um enclave do imperialismo no continente e fornece características militares e territoriais de extrema importância para as pressões políticas e uma eventual invasão.

Dessa maneira, a visita de Pompeo é um claro indicio de um cerco contra a Venezuela, uma iniciativa extremamente grave e perigosa, seja para os trabalhadores venezuelanos quanto os trabalhadores brasileiros.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas