Intervenção imperialista
Imperialismo se preocupa em impedir a revolta popular e o triunfo dos povos contra seus governos capachos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
6236849112_fb6b1896ee_k
Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo. Foto: Gage Skidmore/Flickr (CC BY-SA 2.0) |

Da redação – O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, declarou que Washington irá intervir nos países da América Latina onde a população se rebelou contra seus regimes fantoches, a fim de suprimir a insurreição popular.

Em um evento realizado nesta segunda-feira (02) na Universidade de Louisville, no Kentucky, ele afirmou que as manifestações “não refletem a vontade democrática do povo” e defendeu que os governos que estão sendo alvo de tais protestos são “legítimos”.

Nada mais fora da realidade, até mesmo para um funcionário encarregado de justificar todas as barbaridades imperialistas cometidas pelos EUA. As mobilizações no Equador, Chile, Bolívia, Colômbia e Honduras, por exemplo, têm um nítido caráter popular e totalmente legítimo, ao contrário dos governos que elas estão enfrentando, que são governos golpistas que chegaram ao poder porque foram impostos pelo imperialismo, contra a vontade de suas populações.

Essa declaração mostra, no entanto, a preocupação do imperialismo com as mobilizações de massa de caráter revolucionário que estão ocorrendo na América Latina. O imperialismo sabe que é preciso suprimi-las, porque, se saírem vencedoras e derrubarem os governos da direita, essa onda pode se espalhar por todo o continente e chegar nos próprios países imperialistas, como os Estados Unidos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas