Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
maxresdefault
|

Da redação – A pré-candidata do partido espanhol Esquerda Unida para as eleições para o Parlamento Europeu em 2019, Sira Rego, denunciou a intervenção do imperialismo na eleição presidencial brasileira, que impôs pela fraude o fascista Bolsonaro.

Em entrevista ao jornalista José Manzaneda durante o 2º Fórum Europeu de forças progressistas, em Bilbao (Espanha), ela também denunciou a prisão ilegal e exclusão de Lula das eleições, caracterizando uma gigantesca fraude, uma vez que o ex-presidente estava disparado na frente de todos os candidatos e poderia vencer inclusive no primeiro turno.

“Foi curiosa a maneira de virar a realidade no Brasil. No começo da campanha eleitoral, havia a possibilidade de que Lula ganhasse o processo eleitoral e vimos intervenções gravíssimas no processo de tal maneira que levou finalmente na vitória do candidato da extrema-direita”, disse a dirigente do Esquerda Unida.

“Eu creio que estamos assistindo a um tempo novo de ingerências”, afirmou, ao citar o avanço da direita na América Latina, através de golpes de Estado promovidos pelo imperialismo norte-americano. Segundo ela, para enfrentar esse cenário, é preciso “seguir apostando nas alianças internacionalistas da esquerda”.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas