Política dos golpistas para a juventude: 1/4 dos jovens não trabalha e nem estuda

desemprego jovem

A pesquisa do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) revelou que 23% dos jovens do Brasil não trabalham ou estudam, em grande parte, mulheres de baixa renda.

Um dos maiores percentuais no Brasil nessa situação, 49%, se dedica exclusivamente à capacitação ou estudo, 13% trabalham e 15% trabalham e estudam ao mesmo tempo.

Com o governo ilegítimo de Jair Bolsonaro, esses índices só irão tender para o pior, pois a política do governo fraudulento é a continuidade e aprofundamento do golpe, pois a extrema direita não quer que os jovens tenham estudos e trabalhem com o que querem, a extrema direita quer mão de obra barata para servir ao capital e gerar lucros e ainda por cima criar uma massa alienada e servil ao governo reacionário.

Bolsonaro irá tentar em seu governo tudo que Temer não conseguiu, com ataques mais violentos à classe trabalhadora É preciso uma mobilização revolucionária com as palavras de ordem “Fora Bolsonaro e todos os golpistas” e “Liberdade para Lula”.  Lula é uma liderança fundamental para mobilizar a classe trabalhadora em torno de uma luta contra o golpe efetiva e é preciso expulsar o governo ilegítimo e golpista de Jair Bolsonaro, para a classe trabalhadora não perder mais seus direitos.