Resultado do neoliberalismo
Ao contrário do que diz a grande imprensa capitalista, as tragédias provocadas pelas “chuvas de verão” não são meros fenômenos naturais, mas culpa da criminosa política neoliberal
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
chuva taquara
Foto de uma rua do bairro da Taquara, região oeste do Rio, completamente alagada. Foto: reprodução. |

Mais uma vez, num verão marcado por fortes chuvas, um verdadeiro caos se instaurou em diversas regiões do país. No Rio de Janeiro não foi diferente. Uma matéria publicada no portal UOL mostra com detalhes um pouco do que têm sofrido os fluminenses mais uma vez, neste ano de 2020.

O problema da chuva é, acima de tudo, absolutamente previsível; afinal, ano após ano, sempre nesta época todos vemos os estragos provocados por elas, que ficaram famosas como “chuvas de verão”. Por outro lado, é um problema que a humanidade enfrenta desde os tempos mais remotos. O fato de um fenômeno da natureza tão antigo e previsível deixe o país de joelhos mostra a completa falência da política da direita.

Na realidade, este problema milenar da chuva tende a piorar cada vez mais daqui para frente, na medida que a política neoliberal, imposta pelos golpistas Michel Temer e agora Bolsonaro, e seguida à risca por seus representantes regionais, como o governador do Rio “Auschwitzel”, inviabiliza completamente a implementação de um plano sério de controle das chuvas. Todo este arrocho fiscal impossibilita que se faça um plano geral de obras públicas de drenagem e canalização de água das chuvas nas grandes e médias cidades de todo o Brasil. Este mesmo arrocho também impossibilita um plano de habitação popular, o que faz com que milhões de brasileiros vivam em regiões de encostas e outros tipos de perigos. Portanto, toda a destruição provocada anualmente pelas chuvas é responsabilidade direta da política da direita.

A cobertura da grande imprensa capitalista procura mascarar a responsabilidade da política neoliberal nesta seara, através de muita demagogia com o sofrimento do povo e apresentando as chuvas como mero fenômeno da natureza, e não como resultado de uma política criminosa imposta pelo arrocho fiscal geral. Engana-se quem pensa que apenas os mais pobres estão submetidos às agruras das chuvas. Embora sejam obviamente a população pobre e a classe operária os que pagam o preço mais alto, mesmo em bairros como a Barra da Tijuca e também na Zona Sul do Rio são frequentes as enchentes e também deslizamentos de terra, o que mostra a completa falência desta política.

É preciso denunciar a política criminosa da direita neoliberal, que provoca incontáveis tragédias sistematicamente em todo o Brasil, impotente diante das previsíveis chuvas brasileiras. Por tudo isto, devemos mobilizar pelo “Fora Bolsonaro”, que seria uma derrota geral da ofensiva imperialista que impõe o neoliberalismo ao país.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas