Política colonial: Trump reconhece soberania de Israel sobre as colinas do Golã, que pertencem à Síria

gola

As colinas ou montes de Golã são uma região localizada no Mediterrâneo.

Segundo a Bíblia, os hebreus conquistaram uma região amorita localizada em Basã em meio ao reinado de Ogue. Os montes Golã, no período em que se passa o Antigo Testamento, eram considerados como o principal foco da disputa de poder travada pelos reis arameus (localizados próximos ao território atual de Damasco, capital da Síria) e os imperadores de Israel.

A partir do século II a.C., os itureanos dominaram a área das colinas de Golã, tendo ficado na região até o fim do período bizantino. Ao final de 636 d.C., após os montes terem sido conquistados por povos árabes liderados por Ibn Al-Khattab, a região foi tomada por instalações judaicas. Já no século XVI, o território foi tomado pelo Império Otomano, tornado-se pertencente ao Vilaiete de Damasco. Essa configuração durou até 1918, quando a área passou a ser controlada pela França. Em 1946, as colinas de Golã integraram-se à República Árabe Síria, território que havia se tornado independente naquela época.

O crescimento das tensões entre os países árabes e Israel, em meados de 1967, levou ambos os lados a mobilizarem as suas tropas.

Esse conflito, conhecido como Guerra dos Seis Dias ou Terceira Guerra árabo-israelense, faz parte da política “tubaronesca” do Imperialismo que adota a via dos golpes de Estado e da intervenção militar para retomar o controle sobre o Oriente Médio e promover a destruição da Síria, no caso.

Tendo atraído com cada vez mais força os governos imperialistas para o conflito, a guerra em curso, envolvendo a Síria, Turquia e Rússia, pode se tornar a antessala de um confronto de maiores dimensões, envolvendo diretamente os países imperialistas – que hoje impulsionam a guerra à distância. A política para enfrentar a crise por meio da guerra civil levou a um crescimento das tendências revolucionárias na região.

A área é “milenarmente” de interesse israelense pela presença abundante de água, por conta das nascentes existentes naquela região, que inclusive dão origem à alguns rios. Isso, numa região semi-árida é de um valor inestimável.
Além de ser estratégica, estando localizada a cerca de 60 quiômetros de Damasco, capital da Síria. Damasco é claramente vista do alto de Golã, que foi anexada (roubada) por Israel em 1981 em uma manobra não reconhecida internacionalmente.

Precisa-se denunciar a política opressiva dos Tiranossauros norte-americanos que financiam guerras, conflitos e Golpes de Estado mundo afora com o intuito de se reerguer da crise que enfrentam desde a derrota que sofreram na Guerra do Iraque em 2008, marcando o rumo definitivo do colapso política neoliberal.