check-in-aeroporto-guarulhos
|

O governo Jair Bolsonaro e o bloco político golpista, capachos dos Estados Unidos e alinhados com seus interesses, negociam um acordo que permita que agentes da polícia alfandegária americana (CBP, na sigla em inglês) fiscalizem e assumam o controle do aeroporto de Guarulhos, com o pretexto de combater o terrorismo e identificar viajantes considerados de “alto risco”.

O acordo entre a Polícia Federal e os EUA permite que um país estrangeiro atue nos aeroportos do país com função de polícia, isto é, significa uma intervenção imperialista no país. Os EUA são um dos países mais ditatoriais no quesito aeroportos, pois realiza uma dura repressão e controle sobre a entrada de latino-americanos e africanos. Um africano adepto da religião muçulmana ou um centro-americano de Honduras são considerados de “alto risco” para os americanos.

O que fica evidente é que se trata de uma política colonialista, de controle e intervenção na política interna do Brasil por parte dos EUA e suas agências de inteligência e repressão.

 

Relacionadas