Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
IMAGEM_NOTICIA_original
|

Neste sábado (02/06), diversas organizações como o Comitê de Luta Contra o Golpe de Salvador, o comitê Praça Vermelha, o Coletivo Fora Temer e zonais do Partido dos Trabalhadores organizaram um ato no bairro do Imbuí, na cidade de Salvador, pela liberdade de Lula.

Durante o ato, um fascista que se identificou como policial militar começou a discutir e agredir os militantes que participaram do ato. O PM, muito irritado com a manifestação, queria de qualquer maneira acabar o ato, inclusive com agressões, mas quando começou a ser violento houve resposta dos militantes, que revidaram e conseguiram controlá-lo.

O agressor também avançou contra a vereadora do município de Salvador, Marta Rodrigues (PT), que participava do ato.

Depois de muito tempo, a Polícia Militar chegou ao local do confronto e conduziu o PM descontrolado para a delegacia. Na delegacia os policiais tentaram fazer crer que o PM estava afastado e em tratamento psiquiátrico.

Apesar de todas as desculpas dadas pela polícia, não se trata de uma ação isolada de uma pessoa “em tratamento” ou espontânea. O que podemos ver é que isso ocorre de maneira cada vez mais intensa, organizada e violenta, principalmente por policiais.

Isso foi visto nas caravanas de Lula pelo Brasil, onde até tiros foram disparados contra os ônibus e chegaram a atingir os veículos, e também quando assassinaram a vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro, entre muitos outros casos. Inclusive as balas utilizadas eram de pistolas utilizadas pela polícia.

Esse tipo de comportamento é estimulado a todo o momento pela burguesia e sua imprensa golpista, onde seus “cachorros loucos” atacam abertamente os movimentos de luta contra o golpe e pela liberdade de Lula.

O que ocorreu em Salvador é apenas um exemplo do que vem pela frente e sem ter começado a campanha eleitoral. Com a aproximação das eleições e as intenções de voto de Lula estarem cada vez mais altas, a direita virá mais raivosa contra as manifestações de esquerda e contra o golpe e somente a intensificação da mobilização e dos trabalhadores na rua pode impedir o avanço da direita fascista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas