Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
facismo
|

Da redação – Um grupo de facistas, protegidos com cordão policial,  atearam fogo em pneus no acampamento Lula Livre na noite dessa quarta-feira (13).

Após dois meses de “acampamento pacífico”, a esquerda viu recorrentemente que os golpistas não vão dar trégua para 

O fogo só aumenta e a rede elétrica local é atingida com proteção da força policial.

“Se fosse de esquerda, já tinham levado bala e bomba. Mas, como é de direita… facistas, facistas!”, diz o jornalista que cobriu a cena.

Os mesmos policiais que combatem qualquer atitude esquerdista minimamente combativa, chamando grupos como MST, por exemplo, de “terroristas”, não só são coniventes, como protegem factualmente os facistas que ateiam fogo na rede elétrica pública do bairro em que está instalado a “Vigília Lula Livre”.

“O que ocorre aqui é uma guerra de classes: a elite contra o povo menos favorecido”.

É necessário que os militantes e organizações que estão no “Acampamento Lula livre” criem comitês de auto defesa para proteger o acampamento dos ataques fascistas.

Aqui, o vídeo na integra.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas