Siga o DCO nas redes sociais

Invasão de coxinhas
Policiais do Brasil invadem embaixada venezuelana, violando soberania
Pela madrugada, golpistas venezuelanos invadiram a embaixada com a ajuda dos bolsonaristas; movimentos populares se mobilizam para expulsar os coxinhas
122778ac-a960-40f8-99fe-085204914627
Invasão de coxinhas
Policiais do Brasil invadem embaixada venezuelana, violando soberania
Pela madrugada, golpistas venezuelanos invadiram a embaixada com a ajuda dos bolsonaristas; movimentos populares se mobilizam para expulsar os coxinhas
Militantes populares defendem a embaixada. Foto: Comitê Abreu e Lima
122778ac-a960-40f8-99fe-085204914627
Militantes populares defendem a embaixada. Foto: Comitê Abreu e Lima

Da redação – Agentes do Batalhão do Rio Branco que haviam recebido autorização do encarregado de Negócios da Venezuela (que substitui o embaixador desde 2016) de entrar para ajudar a expulsar os invasores golpistas venezuelanos tentaram assumir o controle da embaixada, dizendo esperarem ordens do governo Bolsonaro.

A informação é do Jornalistas Livres.

Conforme apuração do Diário Causa Operária, representantes que se encontram dentro da embaixada dizem estar sequestrados pelos golpistas venezuelanos e pelos agentes da repressão brasileiros, dentro de seu próprio território, uma vez que uma embaixada é um território oficial de um país dentro de outro país, reconhecido como tal pelas Nações Unidas. Os policiais não deixam ninguém entrar nem sair da embaixada. A própria ONU se pronunciou a respeito do incidente de hoje, afirmando que o Brasil é responsável pelo que acontecer na embaixada.

Um militante de esquerda que compareceu, junto a dezenas de companheiros, para prestarem apoio à embaixada, ficou ferido em meio à confusão. Um venezuelano nacionalista também colocou para correr um dos coxinhas mercenários que estava participando da invasão da embaixada.

A militância de esquerda, dos que se solidarizam com o povo venezuelano, deve expulsar os coxinhas e demais agentes fascistas da embaixada! Na marra!