Fascismo
Uma milícia comandada por políciais miltiares presta serviços de pistolagem e tráfico de armas a fazendeiros em Ariquemes, Machadinho d’Oeste e distrito do Quinto BEC (RO).
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
10-11-2019-11-02-52-1024x768
Foto: Reprodução. |

Nas cidades de Ariquemes, Machadinho d’Oeste e distrito do Quinto BEC, localizadas no Estado de Rondônia, policiais militares formaram uma milícia que presta serviços de pistolagem a fazendeiros da região. A milícia é comandada pelo PM Claudenir do Quinto BEC (dono de uma autoescola no mesmo distrito) e pelo PM Arruda do Grupo de Operações Especiais. A milícia também contrabandeia armas e munições para os fazendeiros.

A milícia foi contratada pelo latifundiário Tiago Lopes Moura, herdeiro das terras da fazenda Jatobá, localizado a cerca de 45 km de Machadinho do Oeste. As terras ocupadas por esta fazenda são fruto de grilagem de terras da União.

Intimidações, assassinatos, torturas e perseguições contra camponeses são os tipos de serviços prestados pela milícia aos fazendeiros. Estes contam com a cumplicidade e apoio do sistema judiciário, da polícia civil, do comando da polícia militar e dos políticos locais. Mesmo crimes amplamente noticiados e que repercutiram nacionalmente cometidos pelos milicianos e latifundiários jamais foram investigados e seus autores punidos.  Em 2015, um grupo de 12 pessoas invadiu um acampamento de camponeses na fazenda e procederam à tortura e roubo. Um camponês teve a orelha queimada com um isqueiro e outro apanhou de facão. Ninguém foi processado e punido, ainda que a polícia tinha achado as armas e roupas usadas na ação na sede da fazenda Jatobá.

Os camponeses, indígenas, quilombolas e sem-terra devem formar comitês de auto-defesa para resistir à ofensiva dos latifundiários e seus pistoleiros, que se organizam com o apoio das instituições do Estado, notadamente a polícia militar e o sistema judiciário.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas