Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Os sequentes ataques da direita contra a caravana de Lula na região Sul do País denotam as orientações práticas do fascismo nesses atentados. Como o fascismo é um recurso do imperialismo para o mundo atual, ele encontra seus seguidores mais agudos nos órgãos de repressão policial. No Brasil, isso é demonstrado nas forças opressivas e militares do Estado pela polícia e do exército.

Quaisquer formas de dissidência das práticas fascistas são severamente perseguidas e punidas pela repressão. Desde o militante de um movimento social que é chicoteado por “um capitão do mato” dos latifundiários até mesmo um delegado, como é o caso, que ouse a dizer algo que os fascistas não esperam dele. Um verdadeiro estado de excessão.

O delegado da Polícia Civil do Paraná Winkinson Fabiano Oliveira de Arruda, que atendeu o caso do ataque com tiros contra a caravana de Lula, foi afastado por seus superiores do inquérito que investiga o atentado. Contudo, Arruda na última terça-feira para o “Estado de S.Paulo”, órgão de imprensa norte-americana no Brasil, afirmou que a caravana foi alvejada por balas.

É notório que o delegado afastado, do ponto de vista dos fascistas, “falou mais do que devia”. A imprensa vem fazendo um trabalho articulado para uma omissão sistemática dos atentados contra a caravana de Lula, e no caso, aparece um delegado falando que dispararam tiros, a reação da direita fascista foi afastá-lo das investigações.

Se a reação dos trabalhadores à direita não for à altura, esses ataques tendem a fazer cada vez mais vítimas. Mataram a vereadora Marielle com balas da Polícia Federal; reprimem a caravana de Lula e o próximo passo será atacar de conjunto a esquerda com a prisão de Lula.

Impedir a prisão de Lula no próximo 4 de abril e responder a direita fascista na bala é, no mínimo, um direito de auto-defesa que a esquerda deve se propor para esse período.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas