Polícia de Witzel mata oito na Maré: governo da direita é um esquadrão da morte

witzel-metralhadora

Da redação – Nesta segunda-feira (6) a polícia civil do Rio de Janeiro matou mais oito pessoas na cidade, durante uma operação no Complexo da Maré, na Zona Norte. Durante a operação foram usados helicópteros, e crianças tiveram que esconder no meio do tiroteio, refugiando-se nos corredores da Orquestra Maré do Amanhã. O objetivo da operação seria capturar um traficante, Thomas Jayson Gomes Vieira.

São mais oito mortes na conta da polícia em 2019, que já registra um recorde de assassinatos no período do começo do ano até agora. No primeiro trimestre do ano, foram 434 mortes causadas por policiais, o maior número em 20 anos. O governador do Rio de Janeiro, por meio de suas declarações e vídeos publicados, estimula essa violência e o aumento da letalidade policial.

Trata-se de uma política intencional de extrema-direita, de extermínio da população e de terror generalizado. Uma forma de conter a população diante da crise.