Veja vídeo
Durante uma desocupação ilegal, a polícia de Portugal reprimiu manifestantes e desabrigados que exigiam o direito a permanecer em um centro de proteção durante a pandemia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Sem título (9)
Polícia reprimindo manifestantes em Lisboa, Portugal | Foto: Reprodução

Mesmo com um decreto que proíbe o despejo até 30 setembro em Portugal, a polícia e seguranças privados realizaram uma desocupação em um centro de apoio a desabrigados em Lisboa, capital do país. Ativistas e desabrigados iniciaram um ato de protesto contra a atitude da polícia, que agiu com violência e reprimiu a manifestação pelo direito à moradia.

O Seara – Centro de Apoio Mútuo de Santa Bárbara havia sido ocupado em um local abandonado da capital de Portugal. Os antigos donos venderam o local e os novos proprietários ordenaram o despejo ilegal a seguranças particulares, que foram apoiados pela polícia portuguesa.

O centro de apoio ajudava os moradores de rua durante o dia. Já durante a noite o local se tornava o abrigo de 13 pessoas que não tinham onde morar.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas