Siga o DCO nas redes sociais

Genocídio no Brasil
Polícia assassina mais uma pessoa no Rio de Janeiro
Assassinato se deu enquanto eram distribuídas cestas básicas pela população. É o segundo dia seguido em que a polícia de Witzel impede a entrega de cestas básicas
1024px-Jair_Bolsonaro_e_Wilson_Witzel_em_março_de_2019 (1)
Genocídio no Brasil
Polícia assassina mais uma pessoa no Rio de Janeiro
Assassinato se deu enquanto eram distribuídas cestas básicas pela população. É o segundo dia seguido em que a polícia de Witzel impede a entrega de cestas básicas
Marcos Corrêa / CC BY (https://creativecommons.org/licenses/by/2.0)
1024px-Jair_Bolsonaro_e_Wilson_Witzel_em_março_de_2019 (1)
Marcos Corrêa / CC BY (https://creativecommons.org/licenses/by/2.0)
Da redação

Da redação – Mais uma vez a polícia demonstra como é um órgão de perseguição ao povo pobre, necessitado e negro. Na noite dessa quinta-feira, enquanto cestas básicas eram distribuídas para a população pobre da Cidade de Deus, a polícia apareceu e iniciou uma série de disparos de fúsil para impedir a distribuição dos alimentos. Rodrigo Cerqueira da Conceição, de 19 anos, foi morto por um dos tiros.

A entrega de cestas básicas era feita por membros do Grêmio Estudantil e por professores da Escola Machado de Assis. Havia muitas crianças no local, o que não impediu os tiros da polícia.

A polícia demonstra que serve somente para perseguir e matar a população pobre, mais uma vez. O fato de impedir a entrega de cestas básicas por dois dias seguidos, demonstra como o genocídio que vem acontecendo no país é proposital e que a polícia deseja matar a população de fome e com balas. É de extrema urgência o fim da polícia no Brasil.

Leia Também  Absurdo: São Félix tem kit alimentação para estudantes de R$4,72