PMs são suspeitos: chacina deixa 4 jovens mortos em São Bernardo do Campo

sbc

Na noite da última segunda-feira, quatro jovens foram assassinados na cidade de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Noticiado por toda a imprensa burguesa, o caso havia sido divulgado como mais um episódio da suposta “onda de violência” que assola o país.

A “onda de violência”, no entanto, é mais uma mentira da burguesia para justificar o aumento da repressão do Estado sobre os trabalhadores. Afinal, após o golpe de Estado, os golpistas vêm lançando mão de todos os instrumentos do aparato de repressão possíveis para impedir qualquer manifestação popular.

Como consequência do incentivo à repressão, o número de assassinatos provocados pelos próprios agentes do Estado capitalista – isto é, os policiais – aumentou exponencialmente. Tanto no campo quanto na cidade, chacinas provocadas pela polícia têm se tornado uma banalidade.

Recentemente, surgiu a suspeita de que a chacina de São Bernardo do Campo teria sido provocada pela PM. A suspeita é tão provavelmente que nem mesmo a imprensa burguesa conseguiu esconder.

A Polícia Militar não é um aliado do trabalhador – pelo contrário, ela é parte do Estado erguido para garantir o domínio da burguesia sobre os desfavorecidos. Por isso, é necessário exigir, imediatamente, a dissolução da Polícia Militar.