Ditadura
A Polícia Militar de São Paulo, sob as ordens do governador João Doria (PSDB), atacou com bombas de gás a população na praia Riviera de São Lourenço.

Por: Redação do Diário Causa Operária

Na manhã desta sexta-feira (1), a Polícia Militar de São Paulo se utilizou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a população que se encontrava na praia de Riviera de São Lourenço, cidade de Bertioga, região da Baixada Santista. Naquele momento, estavam na praia mulheres, crianças, jovens, idosos e pessoas que buscavam aproveitar o feriado.

A PM agiu sob as ordens do governador João Doria (PSDB). Na semana passada, o Dória emitiu um decreto que proíbe aglomerações em locais públicos e autoriza a repressão policial. A prefeitura municipal de Bertioga endossou a ação violenta da PM.

O vídeo abaixo demonstra a PM lançando as bombas sobre os banhistas, com o objetivo de expulsá-los do local. Trata-se de uma flagrante violação dos direitos democráticos e uma medida de tipo ditatorial por parte do governador fascista Dória.

O ocorrido comprova, mais uma vez, que a Polícia Militar é um instrumento de terrorismo de Estado para ser usado contra a população.

Send this to a friend