PM prende dois estudantes e usa fuzil para empurrar jovem: protesto em escola estadual em Guarulhos é reprimido

DSCN2304

Da redação – Ontem a noite (04/04), na escola estadual Professor Frederico Brotero, em Guarulhos, estudantes protestaram contra a decisão da nova diretoria de proibir a entrada de alunos depois do início das aulas, às 19h.

Os alunos reclamavam que uma grande parte deles trabalhava e iam direto para a escola, o que fazia com que nem sempre conseguiam chegar na aula na hora certa.

Os alunos foram para o pátio protestar. A polícia foi acionado e interviu na manifestação. Um PM armado empurrou uma estudante com o cano de seu fuzil.

A polícia alega que foram chamados para defender a “integridade física” do diretor.

Com isso, dois alunos de 16 anos foram detidos pela polícia e foram encaminhados para a Vara da Infância e Juventude.

Fica claro o objetivo da PM de atacar a população. A escola, basicamente composta por jovens da classe trabalhadora, foi brutalmente reprimida pela polícia.

Vale lembrar que um dos objetivos da extrema-direita é a militarização das escolas, justamente para evitar protestos de qualquer tipo, tanto dos estudantes quanto dos professores.

Veja o vídeo: