Ofensiva da extrema direita
PM, Incra bolsonarista e pistoleiros invadem Assentamento Jaci Rocha, na Bahia, para instalar uma base de ataques dentro do assentamento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
pm invade assentamento (1)
PM sempre atua contra os trabalhadores sem terra | Imagem: reprodução

Nesta quinta-feira, o Assentamento Jaci Rocha, que se localiza entre Itamaraju e Prado, situado as margens da Br 101, no Extremo Sul da Bahia, foi invadido pela polícia militar fascista fortemente armada, usando bombas e armas pesadas para intimidar as famílias que vivem no assentamento.

A invasão ocorreu juntamente com a direção do INCRA bolsonarista para colocar dentro do assentamento elementos ligados a extrema direita da região. Essa ação está ligada a uma família de políticos bolsonaristas da região, Wilson Brito, para atacar a organização do assentamento e facilitar a política de privatização das áreas de reforma agrária colocada em prática pelo governo do fascista Jair Bolsonaro.

O Assentamento Jaci Rocha é uma referência de assentamentos na região, possui a Escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta “Egídio Brunetto” onde diversos assentados e acampados participam de cursos e capacitações, organizados pelo MST, e um ponto de apoio para a reforma agrária na região.

A PM e a coordenação bolsonarista do Incra deixaram dentro do assentamento pistoleiros fortemente armados para aterrorizar as famílias e levar ao conflito armado.

Em março deste ano, o latifundiário e pistoleiro do Pontal do Paranapanema (SP) que está como secretário de assuntos fundiários do governo Federal, Antonio Nabhan Garcia, organizou uma audiência pública onde afirmou que iria combater duramente o MST e as invasões de terra na região e deixou seu contato pessoal com elementos da extrema direita da região.

Essa ação tem que ser repudiada e é preciso organizar os movimentos de esquerda, de luta pela terra e partidos políticos para expulsar os pistoleiros e seus elementos dos assentamentos e acampamentos da maneira que for necessária.

É necessária a formação de comitês de autodefesa contra esses ataques da polícia militar, dos latifundiários, da direita fascista e da direção do Incra bolsonarista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas