Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
A polícia militar de Pernambuco demonstrou, mais uma vez, que seu papel é reprimir tudo o que é popular. No último dia 7, na partida de futebol entre Santa Cruz e Sport – conhecida como “Clássico das Multidões” -, os fascistas de farda promoveram um verdadeiro atentado contra a população, deixando o total de 60 feridos por meio do uso de sprays de pimenta e bombas de efeito moral.
Os casos mais graves foram o de um idoso que teve uma fratura exposta no braço e o de um torcedor que teve uma convulsão durante a correria. Uma gestante também desmaiou e foi atendida por paramédicos no local.
A “justificativa” usada pelos capitães-do-mato foi a de que avistaram um (apenas e somente um) sinalizador na arquibancada onde estava a torcida do Santa Cruz. Com isso, por terem proibido os sinalizadores, julgaram necessário reprimir todo mundo e promover um caos generalizado.
Tudo isso faz parte do projeto de criminalização indevida das torcidas organizadas, em que a PM cria o caos e tenta direcionar a culpa da violência em partidas de futebol para esses grupos e para a população em si. A direita sempre mostra que é contra tudo o que é popular e, nesse caso, não seria diferente, principalmente ao tentar culpar ambas torcidas presentes. No entanto, nessa última partida, foi tão evidente o ataque repressivo dos capangas da direita que não teve como disfarçar tal acontecimento. Diversos relatos de quem estava no local comprovaram que só houve conflito por causa da iniciativa da polícia.
O povo não pode ser impedido de participar de quaisquer atividades populares e, pelo visto, nem irá deixar de aproveitar, visto que a próxima partida (que ocorrerá na próxima quarta-feira, 14) já encontra-se com todos os ingressos da torcida do Santa Cruz esgotados.
No mais, a Polícia Militar comprova, ao contrário do que diz o PSTU, que não é uma aliada da classe trabalhadora – pelo contrário, ela existe para impedir que esta exerça seus direitos. Por isso, é necessário levantar a palavra de ordem de dissolução da Polícia Militar, irrestritamente.
Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas