Repressão no Amapá
A população do Amapá saiu às ruas para protestar contra a falta de energia que atingiu o estado na terça-feira (03), após uma explosão seguida de incêndio
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
AMAPÁ
Amapá: população se acumula nas ruas, em filas, para buscar suprimentos que estão sendo doados | (Foto: Francy Rodrigues / Redes Sociais)

 

A população do Amapá saiu às ruas para protestar contra a falta de energia que atingiu o estado na terça-feira (03), após uma explosão seguida de incêndio. Após uma tempestade em Macapá, três transformadores foram atingidos. As causa são desconhecidas, mas se especula que um raio teria causado o problema.

 

Segundo o portal G1, a Polícia Militar atendeu 22 manifestações. Nelas, a população tem reagido com pneus queimados e vias interrompidas tanto Macapá como na cidade de Santana –  as maiores do estado e que concentram 80% da população. 

 

O sistema elétrico do Macapá é operado pela concessionária Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE), que é controlada pela espanhola Isolux Energia e Participações S.A. Desde a privatização diversas cidades têm ficado sem luz durante horas e às vezes dias. 

 

Quem tem recuperado e tentado minimizar a situação é a estatal EletronoNorte, subsidiária da Eletrobrás, que – enquanto Bolsonaro e Paulo Guedes não privatizam – é estatal.

 

A situação demonstra o quanto demandas essenciais da população não devem ficar nas mãos de empresas privadas, que buscam somente dar lucros a seus acionistas, como é o caso da empresa Isolux. A segurança do povo, em questões essenciais, deve ser atendidas pela gestão pública.

 

Fica claro a falta de infraestrutura por parte da concessionária, e o quão nocivo é deixar nas mãos de uma empresa que não irá desembolsar dinheiro para investir no sistema e garantir uma mínima segurança à população.

 

Na região faltam alimentos. Muitos deles devido à refrigeração. Agricultores têm lamentado também o desabastecimento de água. Faltam ainda internet, serviços de telefonia, o sistema bancário foi suspenso e falta combustível nos postos.

 

Para garantir que os protestos sejam controlados, de uma população que está à beira do desespero com toda a privação de quesitos básicos de sobrevivência, o poder público tem intensificado a repressão nos protestos e tentando evitar que eles ocorram. 

 

“Trabalhador, só estou reivindicando meu direito, da minha família, tenho dois filhos autistas. Preciso de água e energia, tenho minha família e o que aconteceu? Fui alvejado por bala da polícia”, declarou em vídeo que repercutiu nas redes sociais, conforme o G1.

Demandas essenciais para o desenvolvimento e independência do País e que ainda envolve a segurança da população só podem ser atendidos pela gestão pública.

Em outra declaração, desta vez nas rede sociais, uma moradora faz o seguinte relato:

 

“Aqui o cenário é de guerra.

2020 e o AMAPÁ em protesto por água e energia.

O Amapá é banhado pelo maior rio de água doce do mundo, Rio Amazonas.

E não temos água potável.

O Amapá tem 5 hidrelétricas que fornecem energia pra fora do País.

E não temos para-raio e pagamos uma energia absurdamente cara.

O Amapá fica localizado exatamente no meio do mundo e somos tratados como se fosse o fim do mundo.

Eu não tenho mais palavras.

Na foto é a comunidade Casa Grande fazendo protesto de 5 dias sem energia.”

É preciso que a população se organize contra a repressão policial e exija a imediata restituição do atendimento de energia em todas as cidades prejudicadas pelo sistema de privatização que ataca um  direitos básico da população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas