PM fascista detém antifascista
Polícia de Curitiba espancou e prendeu um dos manifestantes que participava da manifestação antifacista neste domingo (01) e tentam acusá-lo de terrorismo.
curitiba-ato-pm-1
PM fascista protege bolsonaristas. Imagem: Julio Carignano | Imagem: Julio Carignano

A PM de Curitiba deteve na tarde deste domingo (31/05) o jovem Rodrigo Cirino que participava da manifestação antifascista com a presença das torcidas do Curitiba, Atlético e Paraná, militantes de partidos de esquerda, entre eles PCO e PT, além dos comitês de luta contra o golpe.

Cirino foi detido após acusações de bolsonaristas que o acusaram de ter furado pneus de seus carros, os policiais rapidamente agiram e o autuaram. Segundo advogados que auxiliam no caso Rodrigo foi preso sob acusações infundadas, entre elas a de “desacato de autoridade” que foi alegada pelos policiais para evitar que houvesse a libertação sob fiança. Alegado que o  delegado responsável pela prisão, nem ouviu o rapaz, nem seu advogado.

Há ainda a orientação do ministério público para que não haja detenção desse tipo , nem audiência de custódia até 14/06, por conta da proliferação da pandemia nos presídios.

Os companheiros que estavam presentes deixaram claro que não havia qualquer prova contra Cirino, além das acusações histéricas dos bolsonaristas e da truculência dos policiais, que demonstra uma intenção deliberada em apreender os manifestantes de esquerda que participavam do ato, contra o governo do fascista Bolsonaro.

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments