Menu da Rede

Enquanto EUA e Europa se imunizam, África vacina apenas 1,6%

PM na Pandemia

PM ataca pessoas que distribuíam comida no centro de São Paulo

Sanha por repressão é tão grande pelos governadores e pelos prefeitos científicos que eles combatem até a distribuição de alimentos em plena pandemia

Os governadores científicos não conseguem tratar de modo digno as pessoas em situação de rua nem durante a maior pandemia do século XXI – Andrei Bonamim site Flick

A opressão sobre o povo se agrava no Brasil por todos os estados e as cidades. Prova disso é que na cidade mais importante do Brasil, em São Paulo, a Polícia Militar tucana tem usado da sua costumeira gentileza para evitar que representantes da ONG Projeto Pão do Povo na Rua distribuíssem comida para as pessoas em situação de rua, na região chamada Cracolândia no centro da capital paulista.

Ela se faz valer do disparo de balas de borracha, spray de pimenta para procurar dispersar as pessoas que estão concentradas na Praça Princesa Isabel, mas também procuram ameaçar rebocar os carros estacionados para realizar a distribuição de comida, de modo a aliviar um pouco o sofrimento destas pessoas sem nenhum amparo em plena pandemia.

Ricardo Frugoli, um dos representantes do projeto, disse em reportagem ao programa SPTV da Globo que “semanalmente, em algum momento, a gente é abordado ou pela GCM [Guarda Civil Metropolitana] ou pela outra polícia ou pelo pessoal da limpeza urbana”. Como mostra o vídeo divulgado na terça-feira, quando o PM ameaça rebocar o carro da ONG

A referência ao pessoal da limpeza faz a alusão a uma prática adotada pelo atual governador cientifico João Doria quando foi prefeito, ou seja, ou uso de lavar as calçadas com mangueiras sem levar em conta as pessoas deitadas ou sentadas quando eles passavam com o caminhão pipa. O atual prefeito Bruno Covas tem se demonstrado um ótimo aluno da ciência tucana.

O coletivo Craco Resiste divulgou na última segunda-feira outros 12 vídeos de dias diferentes cobrindo ações de repressão e violência policial contra pessoas na região da Cracolândia do período de dezembro de 2020 a março de 2021. Se o governo está economizando na realização de testes, vacina e abertura de leitos, isto não tem ocorrido no gasto de bola de borracha e bombas de gás lacrimogêneo, uma arma proibida para se usar em guerra, mas não contra a população.

Entretanto, o combate à distribuição gratuita de comida a população carente por particulares, tentativa de cobrir uma responsabilidade do Estado, não se limita ao território paulista. Os asseclas da burguesia em outros lugares como Curitiba (PR) estão sendo buscando ser ainda mais perversos.

Dia 30 de março, o prefeito Rafael Greca (DEM) tinha apresentado um projeto de lei para a Câmara Municipal para regulamentar a distribuição de alimentos que multava as pessoas que realizassem esta ação fora do horário e dos lugares autorizados pela prefeitura. A repercussão negativa e as críticas provocaram o recuo do prefeito científico que, ontem, retirou o item do PL.

Todas estas ações comprovam que não é somente o presidente ilegítimo que esta deixando o povo a sua própria sorte, mas também os governadores e os prefeitos que criam inúmeros empecilhos e obstáculos para o atendimento das necessidades da população.

Por fim, é preciso organizar a população em comitês de controle de abastecimento e de gêneros de primeira necessidade e obrigar que os governos realizem esta distribuição de alimentos, além da criação de abrigos para as pessoas em situação de rua com todo o apoio de saúde para quem desejar e proibir os despejos.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.