PM assassina: suposto ladrão de padaria é alvejado por policiais em Cuiabá

A Polícia Militar assassinou um jovem de 17 anos na cidade de Cuiabá, capital do estado de Mato Grosso (MT). O assassinato ocorreu na sexta-feira (15) após o adolescente supostamente haver realizado tentativa de assalto em uma padaria no Bairro Vista Alegre, juntamente com seu comparsa.

Os policiais afirmam no Boletim de Ocorrência que os dois supostos ladrões – supostos porque é sensato desconfiar de tudo o que a polícia afirma – fugiram em uma moto e, durante a fuga se envolveram em um acidente. Após o acidente um dos ladrões se entregou, mas o adolescente entrou em um matagal para fugir e, ao ser alcançado pela polícia não soltou a arma, foi alvejado e morreu antes de chegar ao hospital.

Ninguém que tenha o mínimo de sensatez e que, ao menos, saiba o que é a maquina de matar gente que é a polícia pode acreditar nessa história mal contada. Até porque o estilo da história é típico dos casos de execução sumária.

Trata-se de mais uma demonstração de para que servem as polícias: reprimir criminosamente a população pobre, que diariamente sofre com a violência policial. Por esse motivo, falar em humanização ou desmilitarização da polícia é tentar jogar areia nos olhos do povo. A única solução possível é a completa dissolução de todas as polícias e a criação de milícias operárias, controladas pela população trabalhadora.