Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Aos poucos a trama do golpe vai se revelando. Manolo Pichardo, político da República Dominicana, revelou ter participado como espectador de uma reunião em 2012, na cidade de Atlanta, nos Estados Unidos, onde ex-presidentes latino-americanos de direita tinham como pauta a derrota de seus respectivos adversários progressistas, afinal de contas, como disse um dos presentes no encontro , Luis Alberto Lacalle, “não podemos ganhar desses comunistas pela via eleitoral”.

A estratégia concebida foi a de desmoralizar esses líderes progressistas usando todo poderio da imprensa capitalista para inventar denúncias de corrupção e, inclusive, ataques ao comportamento privado dos mesmos e de seus familiares. Com isso, o “cheque-mate” se daria ao converter estes escândalos em processos judiciais, e assim liquidar esses nomes “institucionalmente”. Soa familiar?

Coincidentemente, este foi o roteiro sofrido por Fernando Lugo, no Paraguai em 2012, Dilma Rousseff, em 2016, e, em casos mais recentes, Cristina Kirchner, na Argentina, e Rafael Correa, no Equador. A “cereja do bolo” do plano golpista, segundo Pichardo, seria ninguém menos que Luis Inácio Lula da Silva.

Devido ao peso econômico e toda a influência política que o Brasil exerce em seus vizinhos, fica claro que Lula é o principal alvo da política imperialista na América Latina. O desejo das oligarquias é de continuar a política de exploração e expropriação de riquezas, sem nenhum impedimento. Por mais criticados que sejam, esses governos populares foram, e ainda são, um claro entrave à esses interesses.

Enquanto a direita cinicamente descarta qualquer possibilidade de manipulação, junto com uma vergonhosa parte da esquerda pequeno-burguesa, nos resta lutar duramente contra a intervenção imperialista em nossa região. Não podemos esperar 50 anos, até se revelarem documentos secretos da CIA, contando tudo o que já sabemos. É preciso agir e defender a soberania do povo latino-americano.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas