Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
fhc1
|

Da redação – Nesta semana, novos e-mails foram revelados pela Polícia Federal em um dos notebooks de Marcelo Odebrecht, e, dessa vez, são do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Como podemos ver nas fotos à seguir, o pedido do tucano é “o de sempre”:

 

O tucano se defendeu dizendo: “Posso ter pedido, mas era legal. Não sei se deram e não foi a troco de decisões minhas, pois na época eu estava fora dos governos, da República e do estado”. Como se estar fora do governo mudasse alguma coisa para os capachos do imperialismo no assalto da economia do país.

O modelo utilizado nas planilhas, com os “codinomes”, são conhecidos como fator de confusão na imprensa, para esconder, mudar ao jogar – ou não – no ar os vazamentos ilegais de provas pela Polícia Federal, Ministério Público ou pelo Mussolini de Maringá, Sérgio Moro. No caso do ex-presidente Lula, como o golpe é articulado para caçar o PT e os trabalhadores, a imprensa faz questão de gerar toda uma comoção, trabalhar detalhadamente os codinomes, provas secundárias, recriar fatos minuciosamente, mostrar recibos – falsos – e etc. Mas já no caso do tucano, trata do assunto com aquele conhecido “silêncio imparcial”.

Não é que FHC pediu propina, fez caixa 2,nada disso podemos afirmar. O caso é que ele pediu “o de sempre”, indicando, apenas, que eram parceiros de tempos. Talvez de golf?

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas