Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Neste dia 8 de março, pistoleiros fortemente armados atacaram o acampamento da Frente Nacional de Lutas (FNL), no município de Capitão Enéas, no Norte de Minas Gerais, e tentaram assassinar os integrantes que estavam ocupando o latifúndio.

Os pistoleiros invadiram o acampamento dentro de um caminhão baú, atirando em direção às famílias, resultando em sete feridos. Um dos baleados é o coordenador da Frente Nacional de Luta, Tiago Coimbra, de 32 anos, atingido na perna e no tórax, encontrando-se internado. Outros dois adolescentes foram agredidos a coronhadas e socos. Os outros feridos foram atingidos de raspão e espancamento.

Cerca de 120 famílias ocupam o latifúndio Norte América há anos e há uma disputa na justiça pela desapropriação e são tratadas com extrema violência pelo latifundiário, grileiro de terras e ex-prefeito de Montes Claros, Léo Andrade.

Os latifundiários da região, em particular dos latifúndios da Norte América e Canoas, já atacaram as famílias sem-terra em 2017, quando três integrantes do acampamento sofreram uma emboscada e quase foram assassinados.

Os conflitos na região estão ficando cada vez mais violentos depois do golpe de Estado e há uma tentativa de todos os setores dos latifundiários, golpistas, pistoleiros e forças policiais para atacar os sem-terra.

É preciso denunciar esses ataques e exigir o direito de autodefesa dos trabalhadores sem-terra antes que o latifúndio acabe assassinando alguma liderança dos acampamentos da região.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas