Pipocam greves parciais nos Correios devido ao sucateamento da ECT pelos golpistas

agnecia dos correios

Os trabalhadores dos Correios não estão aguentando esperar a data base da categoria, que é em agosto para fazer greve de reivindicação e melhores condições de trabalho.

Os CDD´s (Centro de Distribuição Domiciliar) dos Correios, aonde ficam os carteiros estão a ponto de explodir, por falta de materiais básicos para o funcionamento das unidades, até papel higiênico os carteiros estão tendo que trazer de casa.

No CDD Olimpio, em Alagoas na cidade de Macéio, os trabalhadores que fizeram greve de mais de 10 dias por melhores condições de trabalho, reclamam que por falta de manutenção na unidade, inclusive não cortar o mato que cresce em volta do setor, até escorpião já circulou nos meios da carta desse CDD.

Em Capão Redondo, zona sul de São Paulo, os carteiros paralisaram suas atividades por mais de 20 dias, os trabalhadores da unidade pedem socorro para direção da ECT, que faz vistas grossas diante dos assaltos que diariamente os trabalhadores sofrem quando saem para distribuição das correspondências.

No Mato grosso do Sul, os carteiros também iniciaram greve por falta de condições de trabalho, e pelo descaso da direção dos Correios com as péssimas condições de trabalho.

Toda essa situação de greve e revolta da categoria com as condições de trabalho nos correios corresponde a política de sucateamento da direção golpista da ECT, que está trabalhando incansavelmente para entregar os Correios para os tubarões do mercado postal, através da privatização da ECT.

Para impedir essa ação criminosa dos golpistas contra a ECT e os trabalhadores da ECT é necessário a organização de comitês de luta contra o golpe, levantando a palavra de ordem de Fora Bolsonaro e todos os golpistas, e pela liberdade de Lula.

A greve parcial, apesar de ser justa, não será capaz de remover os objetivos dos golpistas, é necessário organizar os trabalhadores dos Correios e demais categorias de trabalhadores no Brasil para uma grande greve geral contra esse governo golpista.