Piora as condições de trabalho na agência do Bradesco Guará, Em Brasília

bradesco_

A agência do Banco Bradesco localizada no Guará, cidade satélite de Brasília, é um terror, tanto para os seus funcionários quanto para os clientes.

Devido a reestruturação que passa o banco com o enxugamento do quadro da empresa, as agências vêm funcionando precariamente com a falta de pessoal.

O Bradesco no último período fechou mais de 200 agências em todo o País ocasionando milhares de demissões. Essa política visa a corrida desenfreada pelo lucro a qualquer preço. Os trabalhadores estão sentindo na pele as consequências dos ataques dos banqueiros com a sobrecarga de trabalho devido a falta de pessoal nos locais de trabalho.

A agência do Guará está sempre lotada, clientes reclamam da demora no atendimento, que a sala de autoatendimento é pequena e as máquinas estão sempre com problemas; com a falta de pessoal os trabalhadores estão obrigados a dar conta da gigantesca quantidade de serviço e de clientes todos os dias.

Tal fato, tanto dos banqueiros do Bradesco quanto dos demais banqueiros, é o efeito da política da direita golpista que tomou de assalto o governo que visa única e exclusivamente, com o aprofundamento dos ataques aos trabalhadores e de toda a população, aumentar ainda mais os lucros às custas da exploração dos trabalhadores e de toda a população.