Petroleiros entram em greve e param a refinaria Gabriel Passos

refinaria

Segundo a FUP (Federação Única dos Petroleiros), desde a posse de Pedro Parente, a Petrobras sofre com um desmonte promovido por sua gestão. Quem pagará pelo desmonte? Os trabalhadores.

 

Desde o ano passado, a FUP vem denunciando o sucateamento imposto pela gestão Pedro Parente, que dizimou o serviço próprio de sondas e, os efeitos do desmonte da Petrobrás: Gasolina e diesel têm quatro aumentos seguidos.

 

Assim, enquanto os petroleiros vivem diariamente situações de insegurança nas unidades do Sistema Petrobras, cujos efetivos próprios foram reduzidos em 20% em função do Plano de Demissão Voluntária (PDV), os gestores da empresa impõem novos cortes de postos de trabalho nas refinarias, potencializando os riscos de acidentes.

A Greve foi deflagrada. Para barrarem o desmonte, os petroleiros começaram a greve hoje pela manhã. Os trabalhadores de todo o Sistema Petrobras participarão da paralisação nacional, denunciando o desmonte que Pedro Parente e sua turma vêm impondo à empresa.

 

Nas refinarias, a greve será por tempo indeterminado, com avaliações diárias da FUP e de seus sindicatos. Várias unidades já estão mobilizadas. A orientação é que os trabalhadores exerçam o Direito de Recusa, que é previsto no Acordo Coletivo de Trabalho, e também renunciem às Brigadas de Emergência. O desmonte do Sistema Petrobras coloca em risco não só a soberania do país, como a vida de cada um dos petroleiros e a segurança das comunidades vizinhas às unidades operacionais.

Um projeto antigo da burguesia. Para a FUP, o objetivo é fazer o que o governo Fernando Henrique não conseguiu nos anos 90: privatizar por completo o setor de energia. A gestão Pedro Parente já reduziu em quase 30% a carga processada das refinarias, fazendo a Petrobras perder espaço no mercado doméstico de combustíveis para as suas concorrentes.

 

A importância dessa greve é a criação de uma grande oportunidade de construir a greve geral, pela libertação de Lula e pelo fim do Golpe de Estado.