Privatizações
Em mais um passo no desmonte da estatal, a direção da Petrobras vendeu toda sua participação em 3 partes da Eólica Mangue Seco
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ec26b4e686d83c3ff2ab74b0c02b2fb7
Parque Eólico Mangue Seco | Foto: Divulgação

O primeiro parque eólico da Petrobras, o Eólica Mangue Seco, inaugurado em  2011 foi praticamente todo privatizado na nessa quinta-feira.

A Petrobras informou que vendeu parte da usina conhecida como Mangue Seco 1 por R$ 42,5 milhões e as partes 3 e 4 por R$ 89,9 milhões. A estatal ainda informou que está em processo de venda da parte 2 da usina, que se encontra em estágio avançado de negociação. Todas as partes foram vendidas para a V2I Transmissão de Energia Elétrica.

É preciso levar adiante uma luta contra a privatização da usina por parte dos trabalhadores da empresa, que verão seus direitos muito atacados com a privatização. Os moradores da cidade de Guamaré, no interior do estado, devem se mobilizar, pois a privatização significa a destruição de um patrimônio da cidade que garante emprego e energia, que pode ser drasticamente afetada, como ocorreu no Amapá recentemente.

Além disso, é preciso intensificar a população pelo fora Bolsonaro e a campanha por Lula presidente em 2022. Somente o fim do governo golpista e uma vitória dos trabalhadores vai garantir o fim das privatizações.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas