Petroleiros
É preciso que os trabalhadores estejam unidos neste momento e que não se amedrontem diante da postura da empresa capitalista, que é uma verdadeira afronta ao movimento sindical
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ASSEMGREVEB34
Petroleiros terceirizados da RCS aprovam por unanimidade a greve por tempo indeterminado no RN. | Reprodução: Site do SINDIPETRO-RN.

Na última segunda-feira (23) os trabalhadores da RCS, que é uma empresa terceirizada na contratação de trabalhadores petroleiros declararam greve por tempo indeterminado. De acordo com informações da Federação Única dos Petroleiros (FUP), não houve avanço nas negociações do Acordo Coletivo de Trabalho. Os trabalhadores são das bases do Canto do Amaro e Fazendo Belém, em Mossoró, Rio Grande do Norte.

Os trabalhadores, junto à Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Norte (SINDIPETRO – RN), cumpriram todas as exigências legais para colocar a greve em ordem, algo que, na verdade, busca atrapalhar e desmobilizar o movimento grevista, fazendo pressão para dissolver a união da classe.

No entanto, os petroleiros se mantiveram firmes e decretaram a greve por tempo indeterminado até que a RCS ceda. As assembleias da greve estão ocorrendo toda semana, a partir das 7h da manhã.

A FUP faz uma séria denúncia em seu site:

“Denúncia: chegou ao conhecimento da diretoria do SINDIPETRO-RN que a RCS estaria articulando uma possível mudança de representação sindical no RN. A ação arbitrária é uma afronta à história de lutas do Sindicato dos Petroleiros que há anos segue sendo representante legal da categoria petroleira potiguar. Esse tipo de ação não nos amedronta! Vamos continuar lutando e defendendo os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras.”

É preciso que os trabalhadores estejam unidos neste momento e que não se amedrontem diante da postura da empresa capitalista, que é uma verdadeira afronta ao movimento operário e sindical. É necessário, como sugere os companheiros do Partido da Causa Operária (PCO), que o movimento rebata a ameaça com dez vezes mais força e organização.

Para que isso ocorra é preciso denunciar a manobra nefasta feita pela RCS com uma forte mobilização, lutando para que a pauta não tenha nenhuma redução, e exigindo que todos os terceirizados estejam incorporados como trabalhadores estatais da Petrobras.

Empresas privadas desse tipo estão apenas na posição de sugar o potencial de uma das maiores empresas de extração de petróleo do mundo. O dinheiro pago aos capitalistas para enriquecerem com contratos milionários apenas para contratarem trabalhadores, é o dinheiro de contratar mais trabalhadores a serem bem pagos. É nesse nível que precisamos falar de corrupção dentro da estatal brasileira, denunciando esses sanguessugas como os da RCS.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas