Perseguição aos trabalhadores
Sindicalista alerta trabalhadores sobre aplicativo espião que estão sendo obrigados pela direção da Petrobrás a instalarem em seus celulares
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
petrobras
Petrobrás, empresa estatal de petróleo | Foto: Divulgação

Segundo o diretor do Sindicato Unificado dos Petroleiros de São Paulo, Gustavo Marsaioli, a Petrobrás contratou o app Microsoft Intune para mediar as relações entre a empresa e os trabalhadores, que receberam recomendações para que instalem o aplicativo em seus celulares particulares. A medida foi tomada pela Petrobras após a pandemia, para “monitorar o teletrabalho”. A partir daí vários outros serviços começaram a ser monitorado pelo Intune, como formulários de saúde, controle de frequência e etc. então, todos estão sendo obrigados a baixar o programa em seus aparelhos.

De acordo com a denuncia, os termos de utilização do aplicativo, os usuários são alertados para as informações que podem ser acessadas pela Microsoft. “Seu administrador pode monitorar e gerenciar configurações, acesso corporativo, apps, permissões e dados associados a esse perfil, incluindo suas atividades de rede, bem como a localização, o histórico de chamadas e o histórico de pesquisa de contatos do seu perfil.”

Marsaioli, orienta os trabalhadores para que não instalem o programa, e que a empresa pode exigir esse tipo de ação em aparelhos fornecidos por ela e não nos celulares particulares. O sindicalista alega que o aplicativo pode ser usado pela Petrobras para monitorar a vida dos trabalhadores fora do ambiente de trabalho.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas