Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
pre sal
|

Da redação – A Federação Única dos Petroleiros (FUP) se colocou contra a entrega do pré-sal, materializada na 4ª rodada de licitação, que aconteceu na manhã da quinta-feira (7) no Rio de Janeiro. O leilão entregou áreas nas bacias de Campos e Santos de graça para os capitalistas estrangeiras da Shell e Chevron.

Em matéria da FUP, destacaram que cada barril saiu – pasmem – ao “preço” de R$ 0,26. Isso mesmo, você trabalhador, que anteriormente tinha petróleo de qualidade, combustíveis a preços acessíveis, agora vê toda sua riqueza nacional ser disponibilizada segundo a vontade dos capitalistas, numa solenidade chamada de “leilão” pra não ficar mais feio ainda para os golpistas.

Sobre a presença minoritária que sobrou para a Petrobrás na exploração, o coordenador geral da FUP, Simão Zanardi, declarou: “é bom lembrar que os 30% de participação que a Petrobrás garantiu nos campos leiloados só foram possíveis em função da resistência da FUP em 2015 e em 2016, quando a Shell e outras multinacionais, através do projeto de Serra, conseguiram alterar a Lei da Partilha, e tiraram da nossa empresa a exclusividade na operação do Pré-Sal. A resistência da FUP e de seus sindicatos que garantiu à Petrobrás exercer pelo menos a preferência dos 30%, pois o projeto original era acabar também com a participação mínima da empresa”. Essa colocação nos recorda a PLS 131/2015 do tucano entreguista, José Serra (PSDB/SP),  que foi aprovado no Congresso Nacional, em outubro de 2016, logo após o golpe do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas