Péssimas condições de trabalho faz com que Seara de Três Passos seja interditado

jbs

No dia 17 de agosto, a fábrica da Seara Alimentos, do grupo JBS/Friboi na cidade de Três Passos (RS), foi interditada por não haver condições, tanto de saúde quanto de trabalho aos cerca de 880 funcionários.
A fábrica tem capacidade de abate para cerca de dois mil e quinhentos suínos por dia.
O Ministério Público do trabalho (MPT) apontou no laudo técnico “condições de risco grave e iminente à saúde e à integridade física dos funcionários” em áreas de movimentação de carga, abate e sala de lavagem, principalmente nos setores de serviços, de movimentação de cargas, de expedição, embalagem secundária, desossa, mezanino da desossa, presuntaria, embalagem secundária da presuntaria, abate, sala de lavagem de carretilhas, entre outros.
Os patrões do Frigorífico Seara alimentos, do grupo JBS/Friboi, para aumentarem suas contas bancárias, ignoram completamente às condições de vida e trabalho dos seus funcionários, por isso, o índice de acidentes de trabalho neste setor é um dos maiores, senão o maior do Brasil.
É necessário a mobilização de todos os trabalhadores contra o descaso dos patrões, juntamente dos sindicatos combativos e de luta, pois, somente com a organização dos trabalhadores é que poderemos mudar a situação de escravidão imposta pelos patrões na fábricas, que vem se intensificando com o golpe de Estado que derrubou a presidente Dilma e mantém como preso político o ex-presidente Lula, candidato amplamente apoiado pela classe operária e suas organizações de luta.